Be-A-Bá dos Resíduos: Resíduos Orgânicos

Para as pessoas que costumam separar seu resíduo em casa, é comum fazer a separação em recicláveis e orgânicos. Porém quase tudo que não é reciclável acaba indo para o cesto dos orgânicos, o que está longe de estar correto. No primeiro artigo da série “Be-A-Bá do Resíduos”, trataremos sobre os resíduos orgânicos. Quais são os resíduos e também sobre as alternativas de tratamento que existem para este material.

Quais materiais são classificados como resíduos orgânicos?

São basicamente os materiais formados por vegetais ou animais, que podem ser originados por qualquer pessoa em sua residência, mas também é gerado por restaurantes, indústrias, pela agricultura em geral e também por atividades do serviço de saneamento.

Os resíduos tem características específicas uma vez que necessitam de locais específicos para armazenamento e transporte. Isso se dá pela atividade de degradação que é sofrida pelos resíduos orgânicos, com geração de chorume, aquele líquido escuro que fica no fundo do saco, e também pela geração de metano, gás que é inflamável, e em grandes quantidades pode gerar problemas.

O problema dos resíduos na cidade é a grande geração. Na cidade de São Paulo, dos resíduos sólidos urbanos que são gerados, cerca de 50% são orgânicos. Tal volume é um problema devido ao transporte e acomodação especiais que são necessários para este tipo de resíduo.

O que fazer com os resíduos orgânicos?

Quando são separados na fonte geradora, os resíduos orgânicos tem alto potencial de tratamento e as duas técnicas mais utilizadas são: Compostagem e Biodigestão. Quando são misturados a outros tipos de resíduos, como os recicláveis ou os rejeitos, os orgânicos muitas vezes dificultam o processo de reciclagem dos recicláveis pois necessitam de lavagem, e também são mais difíceis de se acumular volume para realizar os processos de tratamento de orgânicos.

A Compostagem é o processo de tratamento onde há presença de oxigênio, ou seja, o tratamento pode ser feito à céu aberto, ou caso seja feito em ambientes fechados precisa de entrada de ar. Ocorre a digestão da matéria orgânica, reduzindo seu volume e gerando um composto que fode ter aplicações na agricultura, por exemplo.

Compostagem
Compostagem – Resíduos Orgânicos

A Biodigestão é o processo onde não há presença de oxigênio, e ocorre em locais fechados, como reatores. A biodigestão pode ter reaproveitamento energético graças à produção de gases inflamáveis no processo. Assim como a compostagem, a biodigestão diminui o volume do resíduo significantemente.

Fonte: Ministério do Meio Ambiente

Augusto Bardivia

Engenheiro Ambiental e fundador do Vemdolixo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *